quarta-feira, 12 de maio de 2010

Lágrimas e milagres

Quanto tempo sem te escrever, né amigo? Ainda se lembra do que eu te contei na última carta? Pois então, depois de tanta expectativa, me encontrei com o Rafael novamente e, para a minha decepção, ele estava com uma aliança de compromisso na mão. Saí de lá, chorei, me lamentei, me culpei - culpei a ele também - e, no final das contas, estava completamente confuso.



Em caso de dor, ponha gelo
Mude o corte do cabelo
Mude como modelo
Vá ao cinema, dê um sorriso
Ainda que amarelo
Esqueça seu cotovelo


Até hoje ainda não estou muito certo em relação às minhas ideias. Na verdade, no mesmo dia de toda a confusão, ele puxou papo comigo pelo msn. "Como vai pessoa que me deixou sozinho na boate?". Nessa hora já bateu uma sensação de culpa. Eu disse a ele que tinha avisado que ia embora, mas ele alegou não se lembrar. Disse que estava bêbado. Normal. Sempre essa mesma, e boa, desculpa.



Perguntou o que tinha acontecido e eu contei. Contei o que sentia. Contei da minha decepção. Ele reagiu melhor do que eu imaginei. Disse que gostava muito de mim, que eu era uma companhia agradável e uma pessoa que lhe fazia bem. Mas que, teríamos de encontrar um jeito de continuar mantendo as coisas.



Se amargo for já ter sido
Troque já este vestido
Troque o padrão do tecido
Saia do sério, deixe os critérios
Siga todos os sentidos
Faça fazer sentido
A cada milágrimas sai um milagre




Falou que não queria me machucar, pois sabia dos meus sentimentos por ele. Então, poderíamos optar por respeitar os sentimentos um do outro; tentar ser amigos; ou nos afastarmos definitivamente.

Ele disse não querer essa última alternativa, mas, se fosse a que eu decidisse, ele aceitaria.



O problema é que isso dói.




Doeu um dia, dois e... para a minha surpresa, a dor passou. Eu me lembrava do Rafael, mas evitava pensar que acabou. Acabou o quê? Na verdade, nada nunca nem tinha começado! E quando eu achei que estava tudo sob controle, começou a me incomodar.




Em caso de tristeza vire a mesa
Coma só a sobremesa
Coma somente a cereja
Jogue para cima, faça cena
Cante as rimas de um poema
Sofra apenas, viva apenas


Acho que é a carência. A vontade de ter outra pessoa pra ocupar o lugar que ele tinha deixado. Acredito que eu conseguiria gostar de uma outro alguém. Não seria apenas pra "tapar o buraco" que Rafael deixou em mim. Acontece que ele havia sido ( e ainda é) minha última referência de "gostar". Sendo assim, acho que é normal que logo na primeira vez que a carência atacasse, eu pensar nele.




Sendo só fissura, ou loucura
Quem sabe casando cura
Ninguém sabe o que procura
Faça uma novena, reze um terço
Caia fora do contexto, invente seu endereço
A cada milágrimas sai um milagre



Mantivemos conversas esporádicas por msn desde esse dia. Tento manter uma aparência de que tudo está indo bem comigo. Mas a verdade é que ler no msn dele frases como "feliz demais" ou "saudades do meu amor" me deixaram puto. Ficar puto me despertou uma vontade... e outra culpa.


Acho que tô esperando que o namoro dele termine logo. Não é aquele desejo de que, se não for comigo, não quero que ele seja feliz com mais ninguém. Não sei bem o que é... Acho que é um desejo de que, um dia, a gente se reencontre, ambos solteiros, e eu veja o quanto ele me fez mal, reflita bastante e saia de lá desencantado do meu príncipe encantado! Vingança? Talvez.



Sofri, e, confesso que ainda tenho sofrido às vezes. Tentei encontrar outras pessoas, mas vi que cada rejeição só me fazia mais mal. Me encolhi. Me escondi. Evitei os amigos. Evitei os passeios. Ganhei uns quilos. Chorei bastante. Tentei reagir. Tentei... Evitei qualquer coisa que me pudesse, de alguma forma, me fazer mal.



Mas se apesar de banal
Chorar for inevitável
Sinta o gosto do sal
Sinta o gosto do sal
Gota a gota, uma a uma
Duas, três, dez, cem mil lágrimas, sinta o milagre
A cada milágrimas sai um milagre



Sei que não foi a atitude mais certa. Sei que, ainda que fugisse de tudo, não fugirei nunca de mim mesmo. Vi que não há inimigo maior do que eu.


A confusão continua, mas sei que, logo logo isso tudo passa.


A cada mil lágrimas sai um milagre



Desculpe pela demora em escrever.

Até.

17 comentários:

Rajeik disse...

Sei que tem tempos que nao comento aqui, rsrs, na verdade a muito eu nao visitava.
Gostei da postagem, e os trechos é de musica, ou poema? Gostei.

"sinta o milagre a cada mil lágrimas sai um milagre...

Saiba amigo que, se Rafael esta ai, ou Rafael for embora estou com você, e nao se isole, tamo aqui pra isso, mas se precisar ficar sozinho tamo aqui pra entender tbm!

Grande abraço!

"Vi que não há inimigo maior do que eu. "...gostei disso tbm, ja pensei nisso...

fuiz!!!

o/

J. M. disse...

Saudades dessas postagens! Não suma com tanta frequência! Quanto ao Rafa...a carência... ih, estou em situação parecida. E sinceramente, perdido também. Mas...vamos para a frente e vamos ver no que vai dar. Grande abraço...meu querido amigo.

Caco disse...

Não espere mais por esse homem. Eu acho que é carência mesmo. É como você mesmo disse, é a referência mais forte que você tem - eu sei bem o que é isso.

E fugir não adiante nada, vive sua vida, cuide de você, ponha essa energia no trabalho, ou em qualquer outra coisa produtiva.

Quiser conversar, cê sabe onde me encontrar. Tchau!

Arsênico disse...

Será mesmo que só este homem sabe preencher seu coração ou vazio que se encontra nele?

Ou será que você mesmo ainda não descobriu que ele não é o único no mundo capaz de amar e ser amado?

Não dê espaço para a solidão... as vezes ela sabe ser cruel!

***

=.(

Paulo Braccini disse...

Mude o curso de sua vida ... não vale a pena mesmo ... o que lhe trará felicidade plena estar por vir ... hora de se abrir às possibilidades ...

Não suma tanto assim ... vc faz falta ...

bjux

;-)

Renato Orlandi disse...

Ai, eu sempre fico tão emotivo quando venho te ler, acho que me identifico muito com todo meu sofrimento afetivo com suas historias, parece o mesmo filme... Nem adianta dizer muitas coisas mas não faça isso, não espere... É o pior erro, perda de tempo... enfim... SORTE! Bj!

Renato Orlandi disse...

Publiquei outro dia, acho que vai gostar.

Sobre estas duras, cavernosas fragas,
Que o marinho furor vai carcomendo,
Me estão negras paixões n’alma fervendo
Como fervem no pego as crespas vagas:

Razão feroz, o coração me indagas,
De meus erros a sombra esclarecendo,
E vás nele (ai de mim!) palpando e vendo
De agudas ânsias venenosas chagas:

Cego aos meus males, surdo ao teu reclamo,
Mil objetos de horror co’a idéia eu corro,
Solto gemidos, lágrimas derramo:

Razão, de que me serve o teu socorro?
Mandas-me não amar, eu ardo, eu amo;
Dizes-me que sossegue, eu peno, eu morro.

Bocage

Edilson disse...

Querido:

Cada um sabe de si.Cada um sabe a dor que é perder alguém que se ama,mas acho que deveria tirar disso uma grande lição: "não há ninguém mais importante que você mesmooooooo".Perde quem nos deixa.Corte os vínculos,exclua dos teus contatos,mude o cabelo,compre roupas novas,faça regime,viagem, faça algo por você, só não alimente esta dor que só CONSOME a você mesmo.Bjsssss e sds.

Luan disse...

fingir que só existem memorias ruins de experiencias ruins é hipocrisia...

mas vc tem que saber qdo parar!

bração!

Alexandre Lucas disse...

Que tal seguir mais os conselhos em letra miúda? Adorando.

untitled disse...

Li os seus versos no blog do Alexandre Lucas. Muito lindo o seu texto. Muito lindo mesmo! Parabéns!

Emanuel disse...

Seus textos são super reflexivos,eu os amo de verdade.Boa noite!

Paulo Braccini disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk ... mijando de tanto rir com a sua "sanfona histérica" ... kkkkkkkkkkkk ... viva eu ... magro de ruim mesmo ...

bjux

;-)

Insana disse...

Encantada com a sua maneira de passar as emoçoes.

Bjs
Insana

PAULINHA disse...

nossaa.. vc sabe demonstrar os seus sentimentos de uma maneira q cativa a atençao de qualquer pessoa maravilhosooo....um grande abraço eee to te seguindo akii...

FOXX disse...

e o q ele falou dele ter dado em cima de mim e do meu namorado?

Ariany disse...

Olá,

Represento o Blog Vestibular, da FECAP, e gostaria de convidá-lo a conhecer e opinar num ambiente repleto de informações sobre educação: http://fecapblogvestibular.blogspot.com/
Conto com a sua visita!
Até mais!