quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Príncipe às avessas

Olá amigo! Faz tempo que não escrevo, hein?

Aconteceram tantas coisas. Vou começar pelo começo, de uma história que ainda não terminou...

Acho que já fazem umas duas semanas que eu e Rafa saímos. Tomamos umas cervejas e comemos alguma coisa. Depois saímos rodando a cidade de carro, em busca de um sorvete. Já eram mais de 22 horas. Domingo. Encontramos um sorvete no drive-thru do Mc Donald’s.
Paramos dentro do carro pra tomar o sorvete. Conversamos sobre minha irmã, nossas famílias, a volta às aulas e... nós.

Recebi uma ligação do meu pai, e teria que ir embora o mais rápido que pudesse. Fui deixar o Rafa em casa e, no caminho, fiquei calado.

De repente, perguntei se ele estava feliz.

Em algumas horas, eu me esqueço que ele é psicólogo. Minha pergunta logo foi respondida com outra pergunta... Outra pergunta que não respondia a que eu tinha feito:

“- Você quer conversar sobre isso?” – ele disse.

“ – Não... é que me deu vontade de saber. A verdade é que eu estou feliz com você, com a gente! E queria saber o que você está achando disso tudo” – contei.

“ – Eu tô curtindo...” disse.

Vi a palavra “curtindo” como uma coisa boa! Ele estava curtindo estar comigo. Ou então curtindo com minha cara. Preferi acreditar na primeira hipótese.

Ele me surpreendeu ao devolver a pergunta.

“ – E você? Tá curtindo?”

Eu respondi que sim, e ele então acrescentou que acreditava não ser o cara que eu sempre idealizei. Eu confirmei a resposta.

“ – Você realmente é diferente do cara que eu idealizei pra mim...”

“ – Poxa! Pode parar o carro que eu desço aqui mesmo...” – ele brincou.

Eu me expliquei.

“ – Sempre idealizei um cara diferente de você, Rafa. Um cara que fosse romântico, que me beijasse no meio da rua... e um monte de coisas que você não faz. Mas isso é o que eu idealizava! Eu sempre idealizei um príncipe encantado. Você é um príncipe às avessas, mas não deixa de ser príncipe! Nós sempre idealizamos as coisas perfeitas. Você não é perfeito... Mas não quer dizer que não seja bom...”

Ele esboçou um sorriso. Eu continuei.

“ – Eu tô gostando disso. De nós. De você... Tô muito feliz com a gente. Quer namorar comigo?” – falei.

Acho que nem eu esperava falar isso. Ele muito menos. Tanto que começou a gargalhar, dizendo que eu era engraçado.

Eu disse que não tinha graça! Eu falara sério... Realmente! Bem nessa hora o sinal se fecha e eu dou uma freada brusca no carro.

“ – Tá bom! Não precisa me matar! Eu quero namorar com você” – ele disse, ainda gargalhando.

“ – Eu fiz isso só pra você responder...” – brinquei.

Nos beijamos enquanto o sinal continuava fechado. Já era perto da sua casa. Na despedida ele abaixou o porta sol e encontrou um espelho.

“ - Viu como meu namorado é lindo?” – eu disse.

Ele sorriu. Pegou na minha mão e desceu do carro.

Eu ainda não via aquilo com o um namoro de verdade. Pra mim, ainda era brincadeira. Queria conversar a respeito, antes de contar pra todo mundo que eu, de fato, tinha um namorado.

Passamos a semana inteira sem nos falar. Ele viajou a trabalho e não esteve em Belo Horizonte durante esse tempo. Só na sexta seguinte nós conversamos. Eu disse que havíamos completado 10 dias de namoro e ele riu, dizendo que nem sabia que estávamos namorando. Eu contei o acontecido e ele brincou dizendo que “sob pressão não vale”.

Eu disse não haver problemas e que, oficializaria o pedido em outra ocasião.

Combinamos de nos ver no sábado. Um casal de amigos, ele e eu.

Saímos: o casal de amigos e eu.

Ele não apareceu. Não atendeu minhas ligações e nem respondeu minhas mensagens.

Saí bem puto da vida, mas decidi que aproveitaria a noite com meus amigos e um amigo bem gatinho de um deles... terminamos a noite sozinhos: eu e o amigo gatinho do meu amigo!

No domingo à noite ele me liga. E o resto eu conto na próxima carta.

Até lá...

12 comentários:

J. M. disse...

Já vi que com suas cartas vai acontecer uma coisa comigo: ou eu vou aprender a esperar, coisa que venho tentando fazer dia após dia, ou então eu vou morrer de curiosidade, ter insônia, pensar nisso o dia inteiro, até que você conte na próxima carta o que aconteceu no final da anterior...rsrsrsrs. Ei, podemos estreitar os laços pelo msn. Tenho uma parte no meu reservado apenas aos amigos do Blog, e já tenho grandes amigos por lá. Se tiver interesse, manda o seu msn, ok. Preciso ler todos os seus post's como você fez com os meus devanneios. Abraço.

J. M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Deo Araújo disse...

E o ameego gatinho??

*___*

HAuHAuhUAhA...olhaaa, cuidado rafa! nao da bobeiraa rsrsrs
pelo que pude perceber até agora o vc que é um principe

^^

Que bom que vocês estão se "curtindo", rsrsrs...

Bjos Theo!

Crazy Bitch disse...

odeio essa sua mania de "capítulo do sábado da novela das oito" Aquele que deixa a gente louco pra ver a novela na segunda.... bjunda

O Pequeno Diabo disse...

ah

vc demora mt p postar... naum pode fikr fazendo suspense

hum
:(

espero q ele tenha uma desculpa mt boa
xx

Luan disse...

belas palavras.
é eu também sou do tempo das cartas
de vez em quanto troco com amigos,
mando fotos, lembraças.
sabe é bom, como se a gente voltasse no tempo e esqueçesse que hoje em dia já desfrutamos de tanta tecnológia.

um abraço.

Adso disse...

Todo príncipe tem tendência a sapo.
E por incrível que pareça, os condes também...

Pedro disse...

Adoro isso, suas cartas me trazem um mix de "quel legal, como queria ter um namorado " e "putz, ainda bem que tô solteiro, num preciso passar raiva dese tipo". Fora a espera pelo próxim capítulo, que tá semanal ein...

Luan disse...

obrigado theo.
vou fazer o mesmo.
(lika também)

um abraço e boa semana
te cuida guri.

PH disse...

Cara, me senti no carro no momento do 'pedido'. Acho que ja passei por coisa parecida, to esperando a proxima.

abraço

diariodeumaposadolescente disse...

Isso atiça a curiosidade alheia mesmo, atiça!

Quando for assim programa o post... Eu poderia estar roubando, poderia estar mantando e poderia estar trabalhando também... mas estou aqui: lendo...

e fiquei curiosa...

essa história parece mto com minha vida...

e eu achando q mulheres é q são complicadas...

Luan disse...

os que mais nos surpreendem sao os que permanecem mais tempo.

bração!