quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Sobre pessoas - introdução

Às vezes a inspiração pra te escrever me vem quando eu menos espero. Uma conversa, uma reportagem, uma música... Nesse caso, foi uma música. Mais especificamente, a música “Unsent”, composta e interpretada pela (sempre) maravilhosa Alanis Morissette.

Eu já me declarei fã da Alanis e todo mundo sabe disso, mas eu não quero que possa ficar parecendo uma forçada de barra e nem que isso comece a parecer chato, mas foi partindo dela que me veio a idéia de te contar sobre alguns caras que foram (e alguns que ainda são) importantes na minha vida.

Essa música me toca. Por tudo. A sutileza com que ela descreve cada pessoa que passou pela vida dela; o reconhecimento pela importância de cada um; o reconhecimento pelos erros de ambos envolvidos na relação... Até mesmo o som da gaita no fim da música consegue me deixar arrepiado.

Eu acho que essa música foi composta como um jeito de agradecer a cada “personagem” que fez parte da vida dela. E essa foi a minha inspiração! Agradecer a cada um pelas marcas boas e ruins que deixaram em mim.

O que pretendo fazer é uma série de cinco histórias, tentando, de alguma forma, mostrar as semelhanças entre os relacionamentos... É claro que não haverá muita semelhança entre os meus supostos “relacionamentos”, e os da Alanis. É claro! Vai rolar uma espécie de “livre inspiração”.

Vou tentar que fique bom, prometo!

Por enquanto te deixo um vídeo da música, numa apresentação ao vivo, em versão meio acústica, e com legenda. Caso se interesse, o clipe original é bem interessante, mas o 'Sr. Youtube' não me deixou compartilhar isso aqui.


Até a primeira parte. (Que, dessa vez, não vai demorar muito!)

14 comentários:

Antonio de Castro disse...

é minha idéia pra próxima temporada do meu blog.

é uma ótima idéia.

Paulo Braccini disse...

super hiper legal ... amei ...

adoro Alanis ...

bjux

;-)

Renato Orlandi disse...

DIVINA, como sempre Alanis, queria ter a evolução espiritual dela para pensar nisso sem sofrer, acho impossivel, quero ver como vai escrever, ansioso! Adorei mesmo, vou colocar o video no meu orkut! Que bom que nao vai demorar! []ss!!!!

Paula disse...

Estou curiosa em ver como você vai nos apresentar a essas pessoas.

Adoro Alanis!

Beijo =)

untitled disse...

Você escreve muito bem. Parabéns!

Caco disse...

Oi, filhote. Como você está?

FOXX disse...

ótima idéia
vamos ver como fica...

Marcio Nicolau disse...

Haverá, provavelmente, sim, uma semelhança entre o teus amores e os da Alanis. Afinal, não por acaso, nos identificamos com o outro: o outro é uma variante nossa. E além disso, todo é mundo é parecido ("quando sente dor", diz a canção do Frejat)

Acompanharei teu blog. Obrigado pela presença no InterTextual.

Luan disse...

Unsent ja foi tema de post meu no blog.

nunca tinha visto ele video da Alanis. brigado por trazer a tona!

e seu blog é sim... uma coleção de varias continuacoes de unsent... pelo bem e pelo mal.

=)

Cleyton Cabral disse...

Oi Theo, volte sim. Abs.

K. disse...

acredito que, na essência, não ha lembranças ruins. se elas continuam lá, têm um fundo bom. mas, às vezes, não as entendemos e ficamos revisitando-as.

Arsênico disse...

Também amo Alanis... e é realmente maravilhosa... transmite tanto sentimento quando canta que acho impossível comparar outra pessoa à ela!!!

Estamos no aguardo!

***

umBeijo!


;-)

S.A.M disse...

Adoro Alanis, ela é uma poeta em se falar da propria vida.

Aguardemos!

Abração!

Nox disse...

Adorei essa série de postagens.